Regras para academia no condomínio

31 de janeiro de 2020

Seja em reunião de condomínio, seja em conversas informais entre os moradores, ter uma academia no condomínio é um assunto quase sempre inevitável. Afinal, de acordo com dados do Ministério da Saúde, a população brasileira passou a adquirir hábitos mais saudáveis nos últimos anos. E é claro que isso inclui a prática de atividades físicas.

No entanto, ter uma academia no condomínio exige atenção em diversos fatores. Isso porque não basta ter apenas um espaço disponível para os equipamentos. A manutenção e as regras de utilização, por exemplo, são requisitos essenciais para o bom funcionamento do local.

Para que não restem mais dúvidas, veja neste post as principais regras para montar uma academia no condomínio e fique por dentro do assunto!

Apresente o projeto da academia aos moradores

Um dos primeiros passos ao decidir montar uma academia no condomínio é apresentar o projeto aos moradores. É necessário transmitir segurança e confiança com a ação, afinal, ela poderá envolver não apenas custos financeiros, mas também obras, que geram desgaste, sujeira e, algumas vezes, incômodos sonoros.

Leve a pauta para uma assembleia e apresente a ideia a todos os condôminos. É necessário que apresente um projeto, com o nome dos equipamentos, local onde será instalado cada um e orçamento detalhado. O ideal é obter ou contratar profissionais regularmente registrados nos Conselhos Regionais de Educação Física, para um projeto que atenda a necessidade mínima dos condôminos e levantar pelo menos três propostas de fornecedores diferentes.

Nesta tarefa, a ajuda de uma Comissão de Compras ou de uma administradora capacitada facilita o trabalho do síndico. Aproveite e reforce os benefícios relacionados à saúde que todos os moradores poderão desfrutar sem sair de casa. Mediante a aprovação da coletividade, vamos aos próximos passos!

Caso o condomínio já tenha uma área designada para a academia em seu memorial de incorporação ou especificação de condomínio, fica mais fácil de aprovar em assembleia. Neste caso, o quórum necessário é o de maioria simples dos presentes, desde que devidamente convocados pelo síndico para Assembleia Geral.

Porém, se o condomínio não tiver um espaço definido em seu projeto e for alterar a destinação de outra área, como por exemplo, utilizar uma parte do salão de festas ou a casa do zelador que está desocupada, é necessário quórum específico em assembleia, determinado em convenção condominial, para a utilização do local, antes de tratar a aprovação da aquisição dos equipamentos.

Regulamente o uso da academia no condomínio

Como se trata de um espaço novo, atualizar o regulamento interno com as boas práticas para o uso do local é indispensável para o bom convívio e a conservação da academia. Neste sentido, inclua os dias e o horário de funcionamento, as instruções de uso, a presença obrigatória de um adulto acompanhando crianças, uma ficha de cadastro, como será a convivência e uso para personal trainers e outras orientações importantes.

Vale a pena também optar por um local que tenha chave ou, se for reformar, opte por controles digitais ou biométricos. Assim, quem estiver utilizando o espaço em determinado período é o responsável pela academia naquele horário. Não se esqueça de criar um material contendo informações sobre como agir em casos de acidentes ou irregularidades.

Dê atenção à manutenção e limpeza do espaço

Entre as principais regras para a academia no condomínio, não podemos deixar de citar a manutenção e limpeza. Afinal, se os equipamentos não forem utilizados da forma correta, o tempo de vida útil será muito menor e, consequentemente, os gastos com consertos serão recorrentes.

Quanto à manutenção, esta deverá ser feita periodicamente. . Outro ponto de atenção é a limpeza, que também impacta no bom funcionamento não só dos equipamentos, mas também do espaço como um todo. Inclua a academia na rotina da limpeza diária.

Considere a contratação de um profissional de educação física

Independentemente do tamanho da academia no condomínio, não são todos os moradores que sabem utilizar os equipamentos. Por isso, contratar um profissional de educação física pode ser interessante não somente para ensinar o manuseio dos aparelhos, mas até mesmo para incentivar os condôminos.

Por fim, a academia no condomínio não é uma decisão que pode ser tomada do dia para a noite. Ter um projeto bem estruturado e com os condôminos alinhados à proposta é muito importante para o sucesso, a segurança e a satisfação de todos os moradores. Assim como qualquer outra benfeitoria que possa ser realizada para o condomínio!

Agora que você já conhece as principais regras para ter uma academia no condomínio, aproveite a visita em nosso blog e aprenda a administrar imóveis de um jeito fácil e seguro!

 

 

Compartilhe:

Entre em Contato Conosco

São Paulo:
Atendimento - (11) 3145-1322
Comercial - (11) 3145-1300

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas

Mogi das Cruzes:
Atendimento - (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.