Golpes em condomínios: como se proteger?

25 de fevereiro de 2021

golpes

Os golpes em condomínios estão cada vez mais comuns e durante a pandemia, por conta das compras on-line e deliveries é preciso ficar mais atento. Neste post vamos falar quais são os golpes mais comuns que ocorrem nos condomínios e ajudar você a se proteger deles. Continue a leitura!

Golpe do falso hóspede

Alguém liga para a portaria do condomínio, diz ser um morador e pede para liberar a entrada de um visitante que passará alguns dias em sua casa. O golpista passa um número falso de RG e avisa que a visita já tem a chave do apartamento.

Saiba como se proteger deste golpe

É importante avisar a portaria para não aceitar nenhuma liberação de visitantes por telefone, somente por interfone ou aplicativo do condomínio. Também é importante avisar o(a) síndico(a) sobre esse golpe, para que ela proíba autorizações por ligações telefônicas.

Golpe do falso agente de polícia

Nessa armadilha, os golpistas se passam por agentes da polícia e avisam a portaria que querem fazer uma vistoria em algum apartamento (escolhido antes), assim que são liberados para acessarem o condomínio, eles rendem os porteiros e os fazem de refém para acessar determinados apartamentos.

Saiba como se proteger deste golpe

Sempre que houver um pedido de vistoria por parte de policiais é importante avisar o morador do apartamento a ser vistoriado antes de permitir a entrada. Além disso, confirmar com o(a) superior, como o(a) síndico(a) qual o procedimento correto nesses casos é ideal. É preciso também verificar o mandato para a realização da vistoria. Analisar o uniforme dos policiais, se há presença de viatura e até mesmo ligar para a polícia antes para confirmar também ajudará a saber a veracidade do pedido de vistoria.

Golpe do falso agente da dengue

Normalmente duas pessoas disfarçadas com falsos crachás pedem para ter acesso ao condomínio para revistar possíveis locais com água parada.

Saiba como se proteger deste golpe

Normalmente essas visitas são agendadas, se eles aparecerem sem ser na data marcada, o porteiro deve ligar imediatamente para a polícia

Golpe do falso entregador

O golpista rende um entregador de determinado apartamento e se passa por ele para fazer alguma entrega pedida. Ao acessar o condomínio ele rende o morador.

Saiba como se proteger deste golpe

É dever do morador sempre retirar suas entregas na portaria do condomínio. Principalmente durante os novos protocolos da COVID-19.

Golpe da garagem

Esse é um dos golpes mais comuns em condomínios, os ladrões colocam o carro na garagem e esperam até o porteiro abrir. Após a invasão, eles iniciam a tentativa de assalto.

Saiba como se proteger deste golpe

Por conta desse golpe, muitos prédios começaram a proibir que os porteiros abram a garagem e determinaram que o morador só entra com o carro com o controle ou tag.

Visitante rendido ao chegar no condomínio

Quando o visitante está a caminho do condomínio, ele é rendido por bandidos que fingem estar o acompanhando ao chegar no prédio. Com isso o porteiro passa o nome do visitante e o morador autoriza a entrada.

Saiba como se proteger deste golpe

Todo condomínio deve coletar os dados de todos aqueles que entram e saem do prédio. Por isso, uma administração com a gestão da portaria com regras, procedimentos e processos a serem seguidos é uma escolha de muitos condomínios.

Golpe do falso corretor de imóveis

O golpista já analisou os apartamentos à venda e diz ao porteiro que está lá para fazer uma vistoria para algum cliente. Normalmente, durante o golpe o bandido é gentil e simpático com o funcionário para obter sucesso.

Saiba como se proteger deste golpe

Todas as visitas aos respectivos apartamentos devem estar autorizadas pelo proprietário. O porteiro, em hipótese alguma, deve liberar a entrada sem autorização.

Novo golpe aplicado durante a pandemia

A pandemia causada pelo coronavírus também foi motivo para os golpistas criarem uma artimanha para acessarem os condomínios. Criminosos se disfarçam de agentes de saúde e falam para o porteiro que estão lá para aplicarem vacina ou fazerem testes do coronavírus nos moradores.

Saiba como se proteger deste golpe

As visitas dos agentes da saúde são marcadas e jamais são realizadas ações municipais ou estaduais em áreas privadas. O porteiro deve avisar o síndico imediatamente e chamar a polícia.

Os golpes em condomínios são muito comuns, por conta disso, é necessário sempre ficar em alerta e seguir os protocolos de segurança do condomínio. Atente-se sempre em checar se os moradores autorizaram determinada entrada de prestadores de serviços para manter a segurança de todos.


Compartilhe:



Entre em Contato Conosco



São Paulo:
Atendimento -
(11) 3145-1322
Comercial - (11) 3145-1300

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas



A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.














Mogi das Cruzes:
Atendimento -
(11) 4728-4359

Escreva-se para nossa newsletter
Inscrever