Imóveis sustentáveis são tendência no mercado imobiliário

10 de junho de 2022

Imóveis sustentáveis são tendência no mercado imobiliário

Imóveis em geral consomem água e energia diariamente. A decoração consome diversos recursos naturais no processo de criação de mobiliário, revestimentos e tecidos. Construções e reformas geram entulho, lixo e ruídos. Cada vez mais preocupados em viver com qualidade e bem-estar, hoje os consumidores experimentam novas mudanças no mercado imobiliário e se preocupam com a sustentabilidade de suas residências.

E não é à toa: estima-se que o setor imobiliário global seja responsável por mais de 20% das emissões de gases do efeito estufa e por diversos outros impactos ambientais, como geração de lixo, poluição e consumo de água.

Neste cenário, cresce o interesse por imóveis que privilegiam iluminação e ventilação naturais (assim, não é preciso ter ar-condicionado ou usar energia elétrica o tempo todo), por opções de decoração sustentável, por edifícios a prezar pela economia de recursos, por condomínios com coleta seletiva e até mesmo por projetos da comunidade de moradores, como hortas comunitárias e composteiras nas áreas comuns.

A sustentabilidade no mercado imobiliário

Atualmente, um prédio que utilize práticas de sustentabilidade, como geração de energia solar e tetos verdes, já é atraente por si só. Conforme a preocupação ambiental deixa de ser um nicho para se tornar parte da rotina dos consumidores, é mais comum encontrar pessoas que percebem a questão ambiental como um diferencial e um importante valor na hora de buscar um novo lar.

Desta forma, a sustentabilidade tornou-se um dos motes do mercado, e pensando em atender a nova demanda do público, a proposta de lidar com problemas funcionais urbanos mantendo a preocupação com o meio ambiente ganhou espaço entre as incorporadoras.

Pois, informar-se sobre práticas sustentáveis em condomínios, descarte consciente de lixo, buscar por imóveis sustentáveis e procurar por informações sobre a origem de pisos e revestimentos hoje são exemplos de práticas mais comuns nessa parcela crescente da população.

Green buildings

Desde os anos 90, existe um termo para a tendência de construções sustentáveis no mercado imobiliário: o green building, aplicado para empreendimentos que utilizam tecnologia para reduzir seu impacto ambiental e que trazem benefícios sociais, econômicos e para a saúde.

Para ser um green building, uma edificação de qualquer tipo deve reduzir ou eliminar seus impactos negativos no clima e na natureza, seja através de sua construção ou ao longo de sua operação. Ela também pode criar impactos positivos e aumentar a qualidade de vida do entorno.

Importante citar que não são os prédios novos que têm essa chance: estruturas pré-existentes podem passar por retrofits verdes também, algo que será essencial para a modernização das cidades. Na União Europeia, o retrofit sustentável já está até no mapa de ações estratégicas para a retomada econômica após a pandemia de coronavírus.

Além dos benefícios como uso de recursos, as edificações sustentáveis são mais baratas no médio a longo prazo operacional, justamente por serem mais eficientes.

Entre as principais características de green buildings estão:

  • Uso eficiente de energia, água e outros recursos
  • Uso de energia renovável (como energia solar)
  • Gerenciamento inteligente de poluição e resíduos (por reuso e reciclagem)
  • Uso de matérias-primas éticas, sustentáveis e não tóxicas
  • Boa qualidade interna do ar
  • Considerar o meio ambiente nos estágios de design, construção e operação
  • Criar um design adaptativo (para frio ou calor e aproveitamento da iluminação natural, por exemplo)

Graiche Sustentável

A Graiche é membro GBC Brasil – instituição que fomenta práticas sustentáveis no país e promove a certificação internacional LEED para projetos e empreendimentos – e juntos trabalham para a construção de um futuro mais verde para todos.

“A Sustentabilidade é um tema encantador. Quando vejo as pessoas cada vez mais engajadas fico muito satisfeita, pois vejo que nosso trabalho está sendo feito de forma correta. O GBC sempre me deu total apoio em nosso projeto e isso torna a Graiche cada vez mais uma empresa sustentável.”, aponta Maria Claudia Buarraj El Khouri, arquiteta e fundadora do programa Graiche + Sustentável.

Para seus clientes, a Graiche transformou todo o conhecimento de seus profissionais no programa Condomínio + Sustentável, com material informativo e educativo. Confira!

Eco Graiche


Compartilhe:



Entre em Contato Conosco



São Paulo:
Atendimento -
(11) 3145-1322
Comercial - (11) 3145-1300

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas



A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.














Mogi das Cruzes:
Atendimento -
(11) 4728-4359